Visita Real

O príncipe William, duque de Cambridge, estará de visita ao Oriente Médio, entre 24 e 28 de junho 2018. Como pretendente ao trono inglês, tem realizado visitas a países cujo relacionamento é importante para o governo britânico, como enviado especial da rainha Elizabeth  e ao mesmo tempo aprendendo o difícil manejo diplomático.

O primeiro país a ser visitado será a Jordânia, em seguida virá para Israel onde será recebido pelo primeiro ministro Netanyahu e pelo presidente Rivlin, em Jerusalem. Tel Aviv será a parada seguinte e para terminar, vai se encontrar com Abbu Mazzen, em Ramalla.

Esta é a primeira vez que um membro da família real britânica visita oficialmente Israel. O seu pai, o príncipe Charles, esteve em Israel na cerimônia de sepultamento de Shimon Peres, mas foi uma visita particular.

Um ponto interessante e desconhecido do público é que a bisavó do príncipe William, a princesa Aliss, está sepultada em Jerusalém, no monte das Oliveiras, na Alameda dos Justos, destinada pelo Yad Vashem àqueles que salvaram vidas de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

A visita ao local já está no programa do príncipe. A duquesa, esposa de William não o acompanhará nesta visita, pois há poucas semanas deu à luz ao terceiro filho do casal.

A FAIXA DE GAZA, EM CONTINUAÇÃO À ROTINA

A comemoração do mês de Ramadan, renovou o entusiasmo dos palestinos e na segunda sexta feira do mês, após as orações, cerca de 10 mil manifestantes usaram as mesmas técnicas para tentar cortar a cerca eletrônica e entrar em território israelense.

A queima dos pneus, garrafas e outros artefatos explosivos, pedras foram o programa deste fim de semana. O maior sucesso são as pipas incendiárias, que causaram 260 incêndios de grande proporção nos campos de trigo,queimando as louras espigas e parques naturais. O clima seco e quente e os ventos fortes, dificultam muito o trabalho dos bombeiros e o prejuízo dos kibutzim vai aumentando dia a dia.

Em um mês de incêndios  foram queimados 250 km quadrados de área agrícola que representam 30 milhões de shekalim.

Digno de nota é a diminuição sensível do número de mortos e feridos. A aviação israelense tem atingido postos militares do Hamas e da Gih’ad Islâmica, como resposta à continuação da violência ao longo da fronteira. Apesar de tudo, centenas de caminhões continuam a transportar de Israel o abastecimento da Faixa de Gaza, diariamente, como se nada de anormal estivesse acontecendo. Surrealista.

MAIS UM MINISTRO SOB INVESTIGAÇÃO


O ministro do Trabalho e do Bem Estar, Haim Katz (Likud), está sendo acusado de corrupção. A Promotoria Pública já redigiu a minuta de acusação.

Enquanto isso, continuam as investigações do Ministro do Interior, Arieh Deeri e no próximo dia 12/6 , Netanyahu será novamente inquirido.
Haja investigadores …

A AVIAÇÃO CONTINUA AGINDO
De acordo com a imprensa oficial síria, um avião de combate israelense, lançou quatro foguetes contra o aeroporto militar Sabag’ próximo a Homs, que é usado pelo Irã e Hesbbollah. Fontes não oficiais, informam que 25 combatentes iranianos e do Hesbbollah morreram no ataque. Israel não emitiu nenhuma informação.

MULHER DRUSA FAZ HISTÓRIA
Ein-Kniia é uma aldeia drusa situada em Ramat Hagolan, próxima à fronteira síria e passou a pertencer a Israel depois da Guerra de Yom Kipur, quando o Golan foi anexado ao território israelense.

Atualmente tem dois mil habitantes e até agora, era administrada por uma comissão indicada pelo Ministério do Interior, pois parte dos moradores não aceitaram a nacionalidade israelense (se consideravam sírios) e portanto, nunca houve eleições para escolha de cidadãos que concordassem em se candidatar a comissão regional que deveria arcar com a administração local.

Este ano serão realizadas eleições municipais e regionais em todo o país e dentro da população de Ein-Kniia já se formou uma comunidade jovem, nascida depois de 1973 que se consideram israelenses e não sírios , dispostos a mudar a história.

Pela primeira vez serão realizadas eleições na aldeia e pela primeira vez uma mulher drusa será candidata ao cargo : Samira Rada Amran – 46 , casada , mãe de dois filhos , 22 e 26.

Trabalha em Banco e é ativista social conhecida na região. Para desempenhar o cargo, se for eleita, está estudando num Seminário Político de uma ONG – Koach Nashim – Força Feminina-
Kol Hakavod !

FINALMENTE!
O ministro do Exterior russo, Sergei Labrov, declarou que na região sul da Síria, que é a fronteira com Israel, não devem se encontrar soldados ou combatentes de forças militares estrangeiras, apenas soldados do exército sírio.

Em várias ocasiões, conflitos entre os revoltosos sírios e Hesballah, resultaram em desvio de projeteis  ou como sucedeu recentemente, que forças iranianas dispararam foguetes para Ramat Hagolan, de plataformas na fronteira entre Síria e Israel.

Pelo visto o encontro entre Putin e Netanyahu trouxe algo de positivo.

ESPORTE
Sensação em Israel: em 20 minutos foram vendidos 20 mil entradas para o jogo amistoso entre a seleção argentina (com Messi) de futebol e a seleção israelense!

A partida será realizada no sábado, em Jerusalém, no estádio Tedy. Se o estádio comportasse 100 , 200 mil espectadores, todos os ingressos seriam vendidos.

Nas redes sociais estão sendo oferecidos ingressos por 4.500 shekalim!
Acredito que serão vendidos !

O PRESIDENTE ABBAS FOI LIBERADO
Abbu Mazzen, o presidente da Autoridade Palestina deixou muita gente apreensiva com o seu estado de saúde e outros preocupados com a herança política. Agora todos podem respirar tranquilamente.

Na 2ªfeira, foi liberado do hospital e declarou que na 3ª feira estará à postos no seu gabinete de trabalho .

NOVO INCIDENTE NA FRONTEIRA
No final da tarde de 2 ª feira, dois palestinos de Gaza conseguiram chegar à cerca eletrônica, na parte norte da Faixa, cortar a tela metálica e entrar em território israelense.

A cerca é super dotada de sensores, máquinas fotográficas, de modo que os dois terroristas foram imediatamente localizados e as forças militares chegaram ao local e foram alvejados por outros terroristas que estavam de vigilância numa torre de guarda, próximo à cerca .

Os dois terroristas foram mortos no local. Ambos estavam armados e portavam também facas, pois a intenção é entrar num ishuv a poucos metros do local e raptar ou matar israelenses. A torre de guarda foi atacada e destruída pela artilharia israelense.

Horas depois, reação do Hamas, que usou armas automáticas que atingiram um carro em Sderot e outros alvos, porem sem causar danos materiais nem feridos.

Estamos agora diante de uma escalada na violência ao longo da fronteira  com a proximidade do Yom Hanachssa – 5 de junho- quando os palestinos assinalam o início da Guerra dos Seis Dias, em 1967.

O Hamas anunciou que serão dias críticos para Israel. Vão fazer uma recepção para o novo comandante militar da Zona Sul, que tomará posse do cargo esta semana .

Será bem vindo ! Vamos desejar sucesso no novo posto!

SHALOM ME ISRAEL

Comente