Crase antes de nomes próprios geográficos

Lembrando: crase é a fusão da preposição “a” com o artigo definido “a” .

Como saber se diante dos nomes de cidades, estados e países se usa a ou à?

=> Se o nome é feminino e pode ser precedido pelo artigo a, existe a possibilidade do uso do a craseado.

Cidades

Não se usa o acento indicativo de crase diante dos nomes de cidades, porque eles repelem o artigo definido. Vejam:

Venho de Florianópolis. // Ele mora em Curitiba. // Estivemos em Vitória. // Salvador é uma festa.

Sem crase, então, antes dos nomes das cidades:

  • Vamos a Salvador.
  • Bem-vindos a Blumenau.

Estados

Só dois estados brasileiros admitem a crase: a Bahia e a Paraíba.

Os demais ou são nomes masculinos ou não são determinados pelo artigo (Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Roraima, Sergipe)

  • Bem-vindos à Bahia.
  • Vamos à Paraíba e a Santa Catarina.
  • Esse patrimônio pertence a Goiás.
  • Refiro-me ao Pará e ao Amapá.

 

Países

A presença do a craseado diante de um nome de país depende de esse país ser determinado ou não pelo artigo definido.

Entre os países que levam artigo, alguns são masculinos (o Canadá, os Estados Unidos, o Japão, o Chile…), outros são femininos (a Rússia, a Venezuela, a Argentina, a Índia…).

  • Bem-vindos à Argentina.
  • Refiro-me à França, à Polônia e à Espanha.

 

Conheça o blog Português sem Mistério.

 

Um comentário

  1. Beti Mayer
    Beti Mayer 9 de outubro de 2018 at 0:50 |

    Ótimo saber onde devemos aplicar a crase.
    Encontro no jornal que leio diariamente, muitas faltas de crase.
    Gostei de ler esse artigo.

    Responda este comentário

Comente