Campanha “Mais Entretenimento, Menos Bullying” do cineasta Daniel Bydlowski

 

Daniel foi premiado na San Diego Comic-Com 2018

 

O bullying é tema do curta Bullies de Daniel Bydlowski, cineasta  premiado e artista de realidade virtual, que através de seu trabalho, tenta conscientizar as pessoas em relação às questões sociais ligadas à saúde, educação e bullying nas escolas.

O filme que foi recentemente premiado na San Diego Comic-Com 2018, é baseado em fatos reais da vida escolar do próprio cineasta que também sofreu este tipo de agressão. “A maior alegria para os pequenos é quando eles entendem que não são os únicos a passarem por este tipo de experiência e que não estão sozinhos”, enfatiza Bydlowski.

Na mesma época  em que lançou o filme (2017), Bydlowski, começou a campanha Mais Entretenimento, Menos Bullying com o intuito de que o entretenimento saudável ajude na solução de problemas como o bullying.

Em Bullies, seu personagem principal é um garoto de 10 anos chamado Eugene que sofre bullying na escola. Até que um dia, enquanto se escondia de quem o atormentava, descobre um esconderijo que pode o salvar de todos os seus problemas. Porém, para isso ele precisa estar disposto a abrir mão de outras coisas que gosta.

A ideia

Por acreditar que há maneiras diferentes das atuais para ajudar as crianças a lidarem com o bullying, Daniel lançou esta campanha propondo que, através do entretenimento, as crianças, que muitas vezes escondem estes traumas, percebam que elas podem encontrar a sua forma própria de enfrentar o problema. A ideia é que elas entendam o quanto o bullying é algo que deve, de fato, ser encarado. Afinal, ele existe e continua prejudicando várias crianças na formação escolar, causando traumas e reflexos na vida adulta.

Daniel já ganhou prêmios como o Melhor Curta Internacional pelo Moondance International Film Festival, Melhor Curta Infantil pelo Newport Beach Film Festival e participou de vários outros, como anima mundi. Atualmente, o cineasta  pesquisa sobre novas mídias e realidade virtual como o futuro do cinema.

Com bullies o brasileiro  foi premiado com o troféu de melhor filme de fantasia e o prêmio especial do juri para o melhor filme.

Como apoiar?

As ONGs, escolas públicas, privadas, entidades governamentais e não governamentais, artistas, cineastas, enfim, você e todos os que quiserem abraçar a causa serão bem-vindos!

Caso queira enviar suas sugestões e ser um colaborador deste projeto, entre em contato com a equipe através do telefone (11) 2275-6787 ou pelo e-mail [email protected] Informações: http://danielbydlowski.com/bullies

 

 

Em 2012, Daniel Bydlowski trabalhou em parceria com Marsha Kinder em um importante projeto de pesquisas chamado Labyrinth (Labirinto). Na mesma época, o cineasta contribuiu como diretor e artista visual para o Jewish Homegrown History, projeto que lida com identidade e imigração da comunidade judaica em Los Angeles.

Este projeto foi exposto no museu Skirball, em Los Angeles.

 

 

Comente