A ordem do dia: hasdará – regulamentação

A palavra hasdará, se origina da raiz “seder”, que significa ordem não no sentido de ordenar, mas sim de organizar, por em ordem, em sequência. Há dias que ouvimos e lemos esta palavra com relação aos entendimentos que já duram algumas semanas, entre Israel e Hamas por intermédio do Egito, ONU e Qatar.

As informações, não oficiais, revelam que na semana passada, o chefe do Serviço de Informações do Egito, Abbas Kamel, esteve em visita secreta em Israel para acertar os últimos detalhes da Hasdará entre Hamas e Israel.

Esta regulamentação seria baseada em três pontos: cessar fogo durante um ano, Israel permitiria uma rota marítima de Gaza à Chipre e o pagamento de salários ao funcionalismo de Gaza, subsidiado pelo Qatar.

Segundo as mesmas fontes não oficiais, este acordo seria firmado no fim de semana, sem deixar claro quando seria, se sexta, sábado ou domingo.

Por enquanto, nada aconteceu, exceto os protestos de Abbu Mazzen, o presidente da Autoridade Palestina, que ficou à parte, pois não foi possível encontrar um ponto de entendimento entre os palestinos de Gaza e os palestinos de Ramalla, ou seja Fatach.

Em Israel, a reação foi total, pois o que significa 1 ano de cessar fogo, quem vai fiscalizar o transporte marítimo que vai entrar e sair de Gaza e em que será usado o dinheiro destinado ao suposto pagamento de salários?

Desde 2014, quando terminou a ação militar Tzuk Eitan, toda a ajuda financeira para a recuperação de Gaza foi usado para construção de túneis de ataque a Israel e na fabricação e compra de armas. Vão repetir o mesmo filme.

Na verdade, não há nenhuma vantagem em negociar com o Hamas, pois significa o reconhecimento de um governo soberano em Gaza, enfraquecendo ainda mais a posição da Autoridade Palestina e Israel estará favorecendo a existência de dois estados palestinos.

Há quem diga, que talvez seja uma forma de empurrar Abbu Mazzen para alguma decisão, já que há mais de dez anos, as duas facções não conseguem chegar a um acordo.

Enquanto isso, a promessa de suspensão das manifestações junto à fronteira bem como do lançamento de pipas e balões incendiários, não foi cumprida, mesmo depois que Israel demonstrou boa vontade em ajudar a população de Gaza, abrindo a passagem Kerem Shalom, por onde centenas de caminhões trouxeram abastecimento para Gaza.
Não há com quem falar.

ESPORTE


Linoi Ashram (foto), novamente, em foco, desta vez em Minsk, Bielorrússia, na Copa Mundial de Ginástica Artística, batendo o recorde mundial na categoria de bastões. Ganhou mais uma medalha de ouro para a coleção. Isto foi no sábado.

No domingo, em outra categoria, recebeu a segunda medalha de ouro e ainda a medalha de bronze. Tudo na mesma competição em Minsk.

Parabéns para Linoi, que está com os olhos voltados para Tóquio em 2020. No Campeonato Europeu Paralímpico de Natação, em Berlim, nadadores de Israel, também, se projetaram: Ami Dadoun, 17, ganhou a medalha de prata e Inbal Pizaro, mereceu a medalha de bronze na prova de 100 m nado livre.

EUROVISION
Depois de horas dramáticas, finalmente, foi resolvido o problema financeiro que impediria a realização do evento em Israel. Preparem-se: em maio de 2019, Euruvision em Israel!

OS ATENTADOS VOLTAM


Uma mulher, 42, Chava Roisen (foto), foi morta por atropelamento nas proximidades de Chavat Gilad, na Samaria e na 6ª feira no Har Habayt em Jerusalém, um árabe israelense tentou esfaquear um soldado e foi morto.

NETANYAHU E OS INTERROGATÓRIOS
Na 6ª feira, na sua residência oficial, Benjamin Netanyahu foi novamente interrogado durante 4 horas. Parece que este foi o último, antes da decisão da Polícia se vai ou não apresentar provas de culpa.

SÍRIA E IRÃ CONTINUAM NAS MANCHETES


Pela primeira vez, o Conselheiro de segurança Nacional do governo Trump, John Bolton, veio a Israel para conversações com o primeiro ministro Netanyahu.

Foi recebido com um jantar na residência oficial de Netanyahu, do qual participaram, também, o embaixador americano em Israel, David Friedman e o embaixador israelense nos Estados Unidos, Ron Dramer.

A finalidade do encontro  foi discutir a presença iraniana na Síria. Em entrevista concedida à rede ABC, Bolton declarou que os Estados Unidos, Rússia e Israel estão decididos a retirar as milícias, as forças militares e todas as facções iranianas do território sírio e iraquiano, bem como, eliminar o apoio do Irã ao Hesbollah.

Declarou ainda, que a única intenção do Irã na região  é fomentar e apoiar o terror. John Bolton viaja em seguida a Genova, onde vai se encontrar com Nikolai Petroshev, o Conselheiro de Segurança Nacional do governo russo.
É um grande passo para a estabilidade do Oriente Médio.

MAIS UM “EXIT” DA TECNOLOGIA INDUSTRIAL DE ISRAEL
A famosa empresa de água gazeificada – Sodastream – foi comprada pela Pepsi americana  por 3,2 bilhões de dólares!!!

Os novos proprietários garantiram que não vão transferir as duas fábricas de Israel para outro país e que irão manter os atuais empregados bem como o Diretor Geral. Mais um êxito econômico para Israel.

URI AVNERI Z”L
Nesta 2ª feira faleceu aos 95 anos, Uri Avneri, conceituado jornalista e diretor do jornal Haolam Haze. Avneri foi hospitalizado há pouco mais de uma semana depois de ter sofrido um AVC .

Foi durante toda a sua vida um ativista em prol da Paz, nem sempre apoiado pela opinião pública pelas suas ideias muito liberais. Foi muito criticado em 1982, durante a guerra com o Líbano, por ter viajado à Beirute para entrevistar Yasser Arafat. Corajoso.

Por hoje é só!

SHALOM ME ISRAEL.

Comente