A empresária que transformou cores em Arte

Há 22 anos à frente de uma das maiores redes de moda do país, a Enjoy, a empresária Rose Dahis, mostrou que o seu talento não está restrito apenas à moda, mas também ao mundo das Artes Plásticas. “Meu Mundo Colorido” é o tema de sua primeira exposição,  inaugurada no último dia 16 de agosto no Gabinete de Leitura Guilherme Araujo e reúne nove telas, que segundo a artista é a realização de um grande sonho.

A entrevista com a empresária e agora, também, artista Rose Dahis, você acompanha a seguir. Vamos lá?

.Você é uma empresária da moda. Como e quando você começou a se interessar pela pintura?

– Era um sonho antigo que nasceu na juventude, mas somente aos 50 anos é que consegui colocá-lo em prática. Me  dei conta que ainda dava tempo de começar um novo projeto pessoal. No início, achei que era um hobby, mas na verdade,  sempre me visualizei como pintora.

.Seu trabalho é marcado pelas cores vibrantes. Isso está ligado a algum traço de sua personalidade?

-Imagino que sim. Tenho uma vibração interna e sempre gostei de trabalhar com cores. Inclusive minha empresa é reconhecida pelas estampas. Através das cores me realizo, me sinto feliz e completa. Eu até sonho colorido! (Risos)

.Existe algum projeto de transpor sua pintura para o tecido e lançar uma coleção especial para a Enjoy?

-Desde o início preferi separar a minha pintura em tela da empresa. Cheguei a fazer uma canga com a imagem de um quadro porque a coleção da época tinha muitas variações de azul e amo essa cor. Também cedi minha arte para produzirmos marcadores de livros porque a verba da venda é destinada ao Instituto da Criança.

.Quantos quadros está expondo e quais são os planos para as próximas exposições?

– Nessa primeira exposição no Gabinete Guilherme Araújo, em Ipanema, são nove telas e a exposição  ficará até 13 de outubro. Minha motivação é enorme e nesse sentido acredito que muitas outras exposições virão.

.Como define  o seu estilo e quais artistas que admira? 

– Meu estilo é abstrato e meu maior inspirador foi Van Gogh. Adoro as suas combinações de cores  e a ousadia de pintar de forma mais solta e expressionista saindo do padrão da sua época. Visitei uma exposição de Van Gogh no Carrières de Lumières na Provance (França) e entrei em estado de choque de tão lindo que era. Adoro também as obras de Monet. Os jardins são belíssimos.

.Além da pintura, você também desenha?

-Meus desenhos são rabiscos antes de começar uma tela nova.

. De alguma forma, a pintura te ajuda no seu dia a dia, seja como meio de relaxar ou inspirar seu trabalho?

– Em todos os momentos, pois depois que comecei a pintar, me sinto mais realizada e, consequentemente, mais inspirada para trabalhar com a minha equipe de criação na empresa.

. A família incentivou a “Rose pintora”?

– Desde quando comecei a pintar, meu marido e  filhos foram os maiores apoiadores. A minha mãe, como uma boa ídiche mame, desde o início, falava para eu ir em frente que daria certo! Eu achava que ela era suspeita, mas no fundo sabia que era o que gostaria que acontecesse de fato. Quem sabe? O futuro dirá. Da minha parte, vou me empenhar ao máximo.

 

Exposição “Meu Mundo Colorido”

16 de agosto à 13 de outubro 

Gabinete de Leitura Guilherme Araujo

Rua Redentor, 157 -Ipanema

Comente